Tratamento do Câncer de Mama


  • Início
  • >
  • Tratamento do Câncer de Mama

Tratamento do Câncer de Mama

O tratamento adjuvante do câncer da mama com freqüência envolve o uso de radio (RT) e quimioterapia (QT). A seqüência ideal desta combinação ainda não foi estabelecida. O atraso da RT pode permitir falha local; o atraso da QT pode permitir falha sistêmica. Um tratamento não deve prejudicar o outro. Este artigo relata nossa experiência com RT+QT concomitantes.

O tratamento do câncer de mama, conforme prevê a Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer, deve ser feito por meio das Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) e dos Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), que fazem parte de hospitais de nível terciário. Este nível de atenção deve estar capacitado para realizar o diagnóstico diferencial e definitivo do câncer determinar sua extensão (estadiamento), tratar (cirurgia, radioterapia, oncologia clínica e cuidados paliativos), acompanhar e assegurar a qualidade da assistência oncológica.

Material e Métodos

Foi feita análise retrospectiva de pacientes com câncer da mama que receberam RT+QT ao mesmo tempo, após a cirurgia (conservadora ou radical), tratadas entre jan/89 e jan/99. A RT não incluiu mamária interna e axila, e teve dose total de 50Gy. Durante a RT pacientes receberam 1 ou 2 ciclos de ciclofosfamida, methotrexate e 5 fluouracil (CMF). Foram avaliadas mudanças de dose, toxicidade, tolerância.

Resultados

Idade média de 44 anos; seguimento mediano de 33 meses. Cirurgia conservadora: 62 pts; mastectomia: 41 pts. Todas receberam o tratamento sem mudança de dose ou interrupção da RT. Quanto à QT, 10/103 pts receberam 10%-20% menos dose de QT. Não houve evidência de mudança em resultados cosméticos.

Conclusão

Resultados sobre demora no início de RT ou QT vêm de estudos retrospectivos e são conflitantes. Enquanto a seqüência ideal do uso de RT e QT está para ser definida, temos feito ambos os tratamentos ao mesmo tempo, com uso de CMF como esquema de QT, sem maiores mudanças de dose ou toxicidade de nenhum dos tratamentos. A idéia é não atrasar nenhum dos dois tratamentos, mas está para ser provado se esta alternativa traz benefícios significativos.

Compartilhe!

Agende sua Consulta